FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

 Novos membros no Conselho Curador

 No dia 14 de junho, os Auditores Fiscais de Tributos Estaduais José Luiz de Lima, Mônica Schusterschitz da Silva Araujo e Vera Maria Sampaio Teixeira Zambelli Loyola tomaram posse como membros suplentes do Conselho Curador da FUNDAFFEMG. Eles substituíram Arnaldo Tadeu Guimarães, Fabrício Franco de Souza e Leonardo Augusto Rodrigues Borges. 

Como funciona a Assistência Domiciliar?

Segundo a Resolução nº 01/2016 do Conselho Curador da FUNDAFFEMG, a Assistência Domiciliar (PAD) é o conjunto de atividades de caráter ambulatorial, programadas e  continuadas, realizadas em domicílio, que visam cuidar da saúde do beneficiário acamado ou restrito ao leito e/ou cronicamente enfermo, com limitações para deambular ou funcionalmente dependente, mediante suporte familiar efetivo. A finalidade é maximizar o nível de independência do paciente, atuando de forma preventiva e curativa. Separamos alguns artigos do documento que está disponível na íntegra aqui.

Cuide dos seus olhos

Oitenta por cento de todas as informações que recebemos pelo cérebro chegam por meio da visão. Por esse e outros motivos os cuidados com a saúde ocular são fundamentais. Para se ter uma ideia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), entre 60% e 80% dos casos de cegueira são evitáveis e tratáveis.

 FUNDAFFEMG completa 33 anos

Há 33 anos, Sinval Pereira da Silva percebeu que a classe fiscal de Minas Gerais precisava de um serviço de saúde de qualidade e, depois de assumir a vice-presidência da AFFEMG, contratou dois médicos para atender o público. Ele notou que seriam necessários aprimoramentos e, juntamente, com sua equipe, começou a realizar visitas técnicas a hospitais e consultórios para iniciar a rede de credenciados. Nascia aí o Plano AFFEMG-Saúde, com apenas 263 beneficiários. 

..

Cuide dos seus olhos


Oitenta por cento de todas as informações que recebemos pelo cérebro chegam por meio da visão. Por esse e outros motivos os cuidados com a saúde ocular são fundamentais. Para se ter uma ideia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), entre 60% e 80% dos casos de cegueira são evitáveis e tratáveis.

O Brasil possui, atualmente, 1,2 milhão de cegos. Seguindo as estatísticas, se tivessem recebido tratamento a tempo, cerca de 700 mil dessas pessoas estariam enxergando. No dia 10 de julho, foi celebrado o Dia da Saúde Ocular. Aproveitamos a oportunidade para conversar com o oftalmologista Dr. Paulo Silvério C. Baêta – especialista em retina e catarata, que atende pelo Plano FUNDAFFEMG--Saúde – sobre duas das principais doenças oculares que acometem beneficiários da FUNDAFFEMG: catarata e degeneração macular.

 

CATARATA

É a opacificação da lente interna do olho, o cristalino. O embaçamento prejudica a entrada de luz nos olhos, causando distorções visuais e até mesmo a cegueira.

 

CLASSIFICAÇÕES

Congênita: presente desde o nascimento.

Secundária: associada a um dos fatores de risco.

Senil: consequência de alterações bioquímicas relacionadas à idade. Acomete, em geral, a população acima de 50 anos (85% das cataratas são senis).

 

FATORES DE RISCO

Medicamentos (esteroides)

Substância tóxicas (nicotina)

Doenças metabólicas

Traumatismo

Radiações

Doenças oculares

Cirurgia intraocular prévia

Infecções durante a gravidez

Desnutrição

 

SINTOMA

Visão embaçada

 

TRATAMENTO

Correção cirúrgica por meio da facoemulsificação e implante de lente intraocular.

 

DEGENERAÇÃO MACULAR (DMRI)

Degeneração da área central da retina, que proporciona a visão de detalhes. Ocorre geralmente após os 60 anos.

 

CLASSIFICAÇÕES

Seca: forma mais comum e leve, responde por cerca de 90% dos casos. As drusas localizadas na região macular evoluem lentamente para atrofia, levando à perda da visão.

Úmida: forma mais grave, caracterizada pelo desenvolvimento de vasos sanguíneos anormais sob a retina. Leva a uma perda rápida e irreversível da visão.

 

FATORES DE RISCO

Pele clara

Olhos azuis ou verdes

Exposição excessiva à radiação solar

Tabagismo

Dieta rica em gorduras

 

SINTOMAS

Percepção de manchas escuras na visão central e de objetos deformados

Dificuldade de leitura

 

TRATAMENTOS

Seca: prescrição médica de antioxidantes (luteína e zeaxantina).

Úmida: injeção intraocular de antiangiogênico e, raramente, fotocoagulação a laser.

 

“Quanto mais cedo essas doenças são identificadas, maiores são as chances de sucesso dos tratamentos. Ao perceber alguma anormalidade na visão, consulte imediatamente um oftalmologista,” afirma Dr. Paulo. A recomendação médica é que pacientes acima de 50 anos consultem, pelo menos uma vez por ano, um(a) oftalmologista. Faça sua parte.

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
Rua Sergipe, 893 . Savassi - BH/MG - CEP:30130-171 . Telefone (31)2103-5858