FUNDAFFEMG - Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde

Combate e Prevenção da Hanseníase

No último domingo de janeiro, comemora-se o Dia Mundial de Combate à Hanseníase e o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, conscientizando a todos sobre os sintomas, os perigos e a importância do diagnóstico precoce da doença. Antigamente, quando os aspectos da enfermidade ainda eram pouco conhecidos, os portadores da hanseníase eram associados a impurezas, sendo excluídos do convívio social. Por isso, a data também ajuda a evitar que mais pacientes sejam vítimas do preconceito.

Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença reumatológica, que provoca dores generalizadas pelo corpo, principalmente nas articulações e nos tendões. O paciente apresenta fadiga, intolerância ao exercício físico e sono não repousante – sensação de continuar cansado, mesmo depois de dormir. Na maioria dos casos, a doença afeta o público feminino. As mulheres entre 30 e 55 anos são as mais atingidas. No entanto, pessoas idosas, crianças e adolescentes também podem desenvolver a síndrome.

Febre Amarela

Minas Gerais está em alerta para os casos de Febre Amarela Silvestre. Se você mora ou vai viajar para regiões de risco, vacine-se!

Mamografia: uma chance para realizar o exame!

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o que mais afeta a população mundial e brasileira. O percentual só não é maior do que o de pele não melanoma. A última estimativa divulgada pelo instituto era de que 57.960 novos casos fossem diagnosticados no Brasil em 2016/2017. Por essas e outras razões, o câncer de mama tem sido tratado como prioridade da agenda de saúde do país.

..

Setembro Amarelo


O Setembro Amarelo é uma campanha realizada anualmente, e em todo o mundo, para a conscientização sobre a preservação da vida. Problema de saúde pública, o suicídio apresenta, no Brasil, um constante crescimento entre jovens de 15 a 29 anos, e está relacionado a uma série de fatores pessoais...

No país, a campanha foi iniciada pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em 2014. O CVV, fundado em 1962, é uma associação civil filantrópica, sem fins lucrativos, que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional. Essa ação é realizada por meio do site (www.cvv.org.br), Skype ou e-mail, com total sigilo das conversas.

Em geral, as pessoas tiram a própria vida devido a um transtorno mental, como a depressão. Bullying, desemprego, crises existenciais, violência e abusos sexuais também são fatores sérios que, cada vez mais, ganham espaço nas discussões diárias e influenciam o ato. As vítimas acabam por pensar que nada poderá curar o sofrimento vivido.

No entanto, a questão ainda é pouco debatida, fazendo com que as vítimas não demonstrem a vontade de tirar a própria vida, ou que as pessoas não percebam os sinais dessa finalidade em alguém próximo. Por isso, falar sobre o assunto torna-se indispensável, por promover conscientização e, assim, a preservação da vida.

É importante que aqueles que convivem com as dores emocionais procurem ajuda o quanto antes e exponham o que está os afligindo. Além disso, é essencial que os familiares e amigos perguntem, ouçam, compreendam a situação e não julguem precipitadamente uma pessoa com tendência a tirar a vida. O apoio, tanto profissional quanto afetivo, é vital na superação dos problemas. A vida pode e deve ser preservada!

 

 

ALGUNS SINAIS DE RISCO

Às vezes, é difícil saber se alguém está sofrendo e pretende tirar a própria vida. Mas, normalmente, as pessoas que planejam cometer tal ato demonstram sinais de que não está tudo bem e precisam de ajuda. Fique atento aos indícios:



  •          Isolamento e tristeza;

  •          Mudanças no padrão de sono;

  •          Falta de prazer nas atividades diárias;

  •          Dizer que quer morrer: “Não tenho motivação pra viver”; “Não vou fazer falta”; “Não     faço diferença, quero ir embora”.

  •          Demonstrar que se sente culpado, sobrecarregado ou desesperado: “Não aguento       mais”; “Não vejo saída”; “Me desculpem por tudo”.

  •          Manifestar expressões de raiva ou vingança: “Todos vão ver...”; “Não existem amigos   de verdade”; “Odeio o mundo”; “Eles vão se arrepender”.

  •          Se despedir das pessoas e começar oferecer seus pertences: “Muito obrigado por  tudo, não serei mais uma preocupação”; “Vou sentir a falta de vocês”.

  •          Colocar a morte como algo bom: “A morte é linda”; “A morte é a solução para os meus problemas”.

  •          Se interessar por instrumentos letais ou substâncias perigosas.

 

 

COMO AJUDAR UM AMIGO QUE PRECISA

O Centro de Valorização da Vida – em parceria com o Facebook, a Safernet Brasil, a Jed Fundation e a Clinton Fundation – elaborou uma cartilha, com dicas importantes para que você possa ajudar alguém que está passando por um sofrimento emocional e pretende tirar a própria vida.


    

  •     Se você perceber os sinais de que alguém precisa de ajuda, tome uma atitude! Chame para conversar, pergunte o que está acontecendo, mostre preocupação e evite julgamentos. Diga que ele não é o único a passar por isso e que procurar apoio é importante. Às vezes, um desabafo e uma palavra de conforto podem mudar tudo.

  •     Ofereça ajuda para procurar um serviço de aconselhamento ou um psicólogo para o tratamento mental. O CVV (www.cvv.org.br ou telefone 141) e o Safernet Brasil (www.canaldeajuda.org.br) são opções gratuitas para quem procura apoio profissional.

  •     Se alguém ameaçar tirar a própria vida, leve a sério! Não ignore ou ridicularize esse sinal.

 

  •     Se você presenciar um risco de suicídio, ligue para o 190 imediatamente ou leve a  pessoa para  um pronto-atendimento.


Para conferir o guia, acesse:

https://fbnewsroomus.files.wordpress.com/2017/04/ajude-um-amigo-em-necessidade.pdf

Este texto contém informações retiradas do site www.setembroamarelo.com.br e do portal da revista Saúde.

 

 

 

SETEMBRO AMARELO NA FUNDAFFEMG

A FUNDAFFEMG se preocupa com você e a sua família! Visando a conscientização dos jovens sobre a preservação da vida, preparamos um bate-papo especial com a youtuber mineira CAMILA LOURES (ao lado), de 22 anos, que influencia mais de 3 milhões de pessoas com os seus vídeos. O psicólogo LUIZ PELIZER e o Pediatra e Hebiatra DR. PAULO CÉSAR PINHO RIBEIRO também discutirão o tema.

O encontro será no dia 14 de setembro, às 19h15, no TEATRO OROMAR MOREIRA – Centro de Convenções da AMMG (Associação Médica de Minas Gerais), localizado na Avenida João Pinheiro,161, Centro – Belo Horizonte. Teremos alguns exemplares do livro “MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA DO ADOLESCENTE: OS SPOILERS QUE NINGUÉM TE CONTOU”, escrito pela youtuber, para venda antes e após o debate.

 

As inscrições serão feitas até o dia 08 de setembro, pelo telefone (31) 2103-5858 ou pelo whatsapp (31) 97128-2445. O evento é para maiores de 11 anos, e cada inscrito poderá trazer acompanhante. Contamos com a sua participação e dos seus familiares!

 

..........................................................................................................................................
 [volta página anterior]
 
 
Receba nosso

Boletim Eletrônico


.............................................................................................................................................................................................
FUNDAFFEMG   |   Rua Sergipe, 893   .   Savassi  .   30130-171   .   BH/MG   .   Tel (31) 2103-5858   .   Fax (31) 2103-5890